* Marisa Tricot Crochet Acessórios *


A magia do tricot e crochet pelas mãos e mente criativa de quem ama e vive intensamente estas artes.

Visitem minha loja virtual em http://www.marisafeitoamao.com.br/



Minha Loja Elo7

Seguidores

Valorize seu trabalho!

Valorize seu trabalho!

ENCOMENDAS

Aceito encomendas de qualquer peça em crochet aqui pelo blog ou pelo Facebook em https://www.facebook.com/mgajusto .

Obrigada por sua visita!

12 junho 2010

Rede Globo E Outras - Desabafo

DESABAFO

Eu realmente fico muito chateada com a Rede Globo e qualquer outra emissora que, em reportagens sobre as atividades das pessoas da 3ª idade, se reportam ao crochet como sendo atividade de VELHO(A).

É revoltante!!

Primeiro que velho não é sinônimo de INCAPAZ, assim como fazer crochet não significa que se tem que ser velho para se praticar essa arte.
Os jornalistas da Rede Globo sempre se reportam a arte do crochet desta forma, como hoje quando falavam sobre o uso da internet pela 3ª idade.


Pois é, para se fazer crochet e ou tricot se tem que ter é DOM e não ser velho.


Será que estas jornalistas quando entrarem na 3ª idade, saberão fazer alguma coisa melhor do que ficar na internet o dia todo?
Será que elas terão algum dom ou lembrarão que agora mais velhas só sabem sentar à frente de um computador para se sentirem AINDA gente com algum valor?

Vamos esperar para ver, estas mesmas pessoas que hoje em rede nacional colocam o crochet como atividade de velhos, se esconderem no banheiro com sua agulha e linha para crochetar sem serem GOZADAS por seu netos, pelo que colocaram anos atrás!!!

A todos que acham que crochet e tricot é atividade de VELHOS, MEUS PÊSAMES!!

Marisa Justo


12 comentários:

Rosana disse...

adorei o seu editorial...concordo em gênero, número e grau (até rimou)...
beijos

Blog da Irene disse...

OLÁ MARISA! CONCORDO COM VC. EM GENERO, NUMERO E GRAU! ACABEI DE COMPLETAR 60 ANOS E NEM PENSO EM TERCEIRA IDADE. PRÁ MIM, IDADE É AQUELA QUE SE SENTE E NÃO QUE SE TEM. ACHO MUITO PRECONCEITUOSO E VC. TEM RAZÃO QUANTO AS TVS. SE REPORTAREM ASSIM. NÃO É SÓ A REDE GLOBO NÃO. SÃO TODAS ELAS. BJKS MIGA!
BOM, NÃO SEI SE VC. LEMBRA MAS SOUA A PRIMA DA SUELI FASSOLINI, MA~E DAS 3 LINDINHAS. EU ATÉ QUERIA FALAR MAIS CONTIGO, MAS TIVE PROBLEMAS COM A MINHA MÃE DE SAÚDE, ELA ESTEVE MUITO MAL, E EU A ME APOSENTAR, ENTÃO ESTE ANO FOI MUITA CORRERIA. MAS A GENTE VOLTA A SE FALAR. BJKS

Anônimo disse...

BOA !!!!!!!!!
Concordo plenamente com vc, até porque eu, faço croche desde 12 anos, porque na escola tinhamos aulas de "prendas domésticas".
Deixa pra la, esse pessoal metido a intelectual, nunca vai compreender de onde vem a nossa alegria e felicidade!!!
Beijos
Jussara

Denise disse...

Eu tenho 43anos sou solteira e a minha paixão é tricô e crochê e todos que me conhecem sabem disso mas mesmo assim sempre um ou outro vem me cutucar falando que eu devia era ir arrumar um namorado ao invés de ficar fazendo "trabalhos de velho" eu não falo nada mas bem que quando eu chego com as minhas blusas, cachecois, vestidos o pessoal cresce o olho, dai quando pedem pra mim fazer só de birra eu respondo: Eu não faço prá fora o dia que eu for velha e precisar incrementar minha aposentadoria eu já sei o que vou fazer. A pessoa fica quietinha. Mas infelizmente criou-se esse estigma com relação a essas atividades tão bonitas, que quem sabe se fosse ensinada as meninas desde cedo não teriamos tantas adolescentes grávidas pois assim elas teriam algo pra se ocupar. Adorei seu blog. Parabéns.bjs

valeria silva disse...

parabéns pelas palavras, concordo com vc em tudo dito, bjokas valéria

Erani disse...

Oi Mariza, é isto aí mesmo. Muitos torcem o nariz quando vêem a gente fazendo algum trabalho manual... Eu não ligo, pois isto me realiza imensamente, e além disso ainda dá lucro! Adorei teu blog, trabalhos lindos. Beijos.

Lúcia disse...

Olá, concordo com voce plenamente.
E o pior é quando entrevistam um idoso que não gosta de croche e trico, e tb falam isso, seu eu não fizer isso assim, assim, vou ficar em casa fazendo o que? trico e croche?
E duro amiga!

Anônimo disse...

Olá Marisa!
Concordo com você.
Todos os lugares públicos que vou, sempre levo meu trico ou croche para fazer e tenho muito orgulho disso.
Beijos..Dezirê

Anônimo disse...

Crochê é uma atividade de pessoas que apreciam este artesanato. Independente de idade, raça, gênero, credo.... Simplesmente de pessoas.
Parabéns pelos trabalhos

Vilma Santos - SP
artesvts@gmail.com

Pimentinha disse...

Concordo plenamente com todas vcs. Tenho 28 e faço trico/croche desde os 11. Aprendi a bordar vendo minhas primas bordarem. Sou louca por artesanato e hoje estou dando aulas de trico e croche em um loja aq em Bh.
Qdo as clientes chegam pra conversar com a professora, ficam assustadas:"nossa achei que fosse uma senhora que desse aulas". Artesanato é pra quem tem o dom... independente da idade.

Anônimo disse...

Oi Marisa,
Concordo com vc.em gênero número e grau. Crochê é um artesanato muito especial. Ele não exige faixa etária, qualquer pessoa pode aprender e fazer belos trabalhos. Ele proporciona o exercício mental, faz com que a pessoa exercite a imaginação tb. Comecei agora depois dos quarenta anos. Estou encantada. Antes dos 40 não dispunha de tempo. Por tanto crochê é para quem o ama e tem tempo para ele.
Parabéns Marisa

DENISE MARCHESINI disse...

Olá, Marisa,

É só aqui no Brasil, onde se vive procurando um motivo para gozar com a cara dos outros, que se pensa que crochê e tricô é coisa de gente velha. Na Europa e países nórdicos existe até faculdade de tricô e crochê (College of Needlework). É uma arte extremamente respeitada, onde as pessoas frequentam até congressos internacionais para se aprimorar, como em qualquer outra área profissional. E não precisa ir tão longe! Na Argentina existem milhares de mulheres que vivem de tecer fios, seja em tricô, crochê ou tear. São designers respeitadas e requisitadas por grandes griffes.
Concordo com você quando diz que, para se fazer tricô é preciso ter dom, e vou além! É preciso ter AMOR e RESPEITO, coisa que está muito em falta, principalmente entre os brasileiros. Precisamos continuar lutando para que isso mude!

Abraços e parabéns pelo seu trabalho!